"Célula" de facção criminosa é alvo de operação da Polícia Civil e a Brigada Militar

"Célula" de facção criminosa é alvo de operação da Polícia Civil e a Brigada Militar

ação ocorreu em Iraí, Seberi, Erval Seco, Ametista do Sul e Frederico Westphalen

Correio do Povo

Houve o cumprimento de 39 ordens judiciais

publicidade

A operação Sectários II foi desencadeada na manhã desta sexta-feira pela Polícia Civil e a Brigada Militar nos municípios de Iraí, Seberi, Erval Seco, Ametista do Sul e Frederico Westphalen. O objetivo foi o de combater uma “célula” de uma facção criminosa, envolvida com tráfico de drogas, corrupção de menores e comércio ilegal de armamento. Houve o apoio da Polícia Rodoviária Federal e do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Mais de 150 policiais em 60 viaturas cumpriram 39 ordens judiciais que resultaram em 11 presos. A coordenação foi da titular da 14ª DPRI, delegada Aline Dequi Palma, e do responsável pela DP de Seberi, delegado Eduardo Ferronato Nardi.

Na ação foram apreendidas mais de 320 gramas de maconha, 281 pedras de crack e quase 31 gramas de cocaína, além de 30 telefones celulares, uma espingarda, munição, uma balança de precisão, dois tabletes, em torno de R$ 340,00 em dinheiro.

A operação foi um desdobramento das investigações iniciadas em outubro do ano passado, quando foi desencadeada na região a operação Sectários I. Na ocasião, um total de 28 criminosos foram detidos. As informações coletadas durante a operação Continuum, deflagrada em junho daquele mesmo ano, também contribuíram.

Em quase dez meses de trabalho investigativo, os policiais interceptaram entorpecentes e coletaram elementos de prova indicando que suspeitos ligados a uma organização criminosa que exerce o narcotráfico na região.

Em alguns casos, os criminosos se utilizavam de adolescentes para a prática do tráfico de entorpecentes, praticavam ameaças a moradores das comunidades próximas das bocas de fumo e coagiam usuários que tinham dívidas com traficantes ligados ao grupo.

Durante o trabalho investigativo foi descoberto ainda o tráfico de armas de fogo e esclarecido um homicídio ocorrido em fevereiro do ano passado às margens da ERS 472, em Taquaruçu do Sul,


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895