Cerca de 12 quilos de maconha são encontrados enterrados pela BM em Palmares do Sul

Cerca de 12 quilos de maconha são encontrados enterrados pela BM em Palmares do Sul

Droga apreendida pela Força Tática do 8º BPM pertence a uma organização criminosa que atua na região

Correio do Povo

Houve ainda recolhimento de 60 porções de cocaína e outros materiais

publicidade

A Brigada Militar anunciou neste sábado a apreensão de 12 quilos de maconha e 60 porções de cocaína que estavam enterradas em um matagal em Palmares do Sul, no Litoral Norte. Os entorpecentes pertencem a uma organização criminosa que atua na região.

Na noite dessa sexta-feira, a BM recebeu uma denúncia de que um integrante da facção havia recebido uma grande quantidade de drogas e armazenaria elas em um mato nos fundos de uma residência, situada na avenida Osvaldo Passinhos, no distrito de Granja Vargas.

O efetivo Força Tática do 8º BPM deslocou-se até o local indicado e flagrou o suspeito com uma lanterna ligada na escuridão no meio do matagal. Ele foi preso em flagrante no momento em que enterrava a maconha e cocaína dentro de embalagens plásticas.

Já em uma cocheira perto da residência, os policiais militares recolheram também duas balanças de precisão, uma máquina de cartão de crédito, uma tesoura e uma pá de corte, entre outros materiais. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) da Polícia Civil em Tramandaí.

No dia 5 de março deste ano, uma operação conjunta da Brigada Militar e da Polícia Civil apreendeu cerca de seis quilos de drogas, sendo cinco quilos de cocaína e um quilo de crack, também enterrados em um tonel enterrado nos fundos de um imóvel no distrito de Frei Sebastião, em Palmares do Sul, no Litoral Norte. Um traficante foi preso na ocasião.

A venda dos entorpecentes, distribuídos em 45 invólucros, resultaria em um lucro de aproximadamente R$ 200 mil para o narcotráfico. Houve ainda o recolhimento de um automóvel, dinheiro, máquina de cartão, fertilizantes e telefones celulares, entre outros objetos.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895