Corpo de Bombeiros Militar do RS receberá três caminhões com auto escadas mecânicas em 2022

Corpo de Bombeiros Militar do RS receberá três caminhões com auto escadas mecânicas em 2022

Viaturas inéditas terão cesto de resgate com alcance mínimo de 42 metros, equivalentes a um prédio de 12 andares, mas também pode atuar abaixo do nível do solo

Correio do Povo

Investimento será de R$ 17 milhões dentro do programa Avançar na Segurança

publicidade

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) prepara-se em 2022 para receber pela primeira vez três caminhões com auto escadas mecânicas articuladas. As inéditas novas viaturas serão destinadas ao combate a incêndio e salvamento em alturas.

Duas delas fazem parte do investimento previsto no programa Avançar na Segurança, do governo do Estado, no valor de cerca de R$ 17 milhões, sendo que cada uma custará em torno de R$ 8,5 milhões. Após os processos licitatórios, os veículos serão entregues para Porto Alegre e Caxias do Sul. Já a terceira viatura com características similares é de um processo anterior, através do Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros Militar (Funrebom), e será destinada também à Capital.

Em entrevista à reportagem do Correio do Povo, o major Rodrigo Martini Rodrigues, da Divisão de Logística e Patrimônio do CBMRS, destacou que os veículos vão atender ocorrências em prédios altos, trabalhando com alcance mínimo de 42 metros. “É equivalente a 12 andares”, observou.

Segundo ele, os caminhões são equipados com cesto de resgate de vítimas e possuem tubulação de água telescópica para o combate às chamas. O lance articulado das auto escadas vai possibilitar ainda resgates abaixo do nível do solo. “A articulação da escada pode operar em um local abaixo, como por exemplo em um salvamento no Arroio Dilúvio”, explicou.

“As viaturas são de extrema importância para o combate a incêndio e salvamentos. Elas serão destinadas para Porto Alegre e Caxias do Sul, podendo apoiar ocorrências das cidades do entorno”, frisou. 

No caso do programa Avançar na Segurança, o major Rodrigo Martini Rodrigues ressaltou que “a aquisição será realizada através de licitação internacional, pois os principais fabricantes destes veículos com características especiais são europeus”.

Ele afirmou ainda que as auto escadas mecânicas articuladas contam com “uma tecnologia que permite a memória do local programado para o salvamento, voltando o cesto de resgate para o mesmo local de forma segura e ágil”. Conforme o major Rodrigo Martini Rodrigues, ela permite voltar ao mesmo local exato. “O cesto desce com as vítimas e volta automático, aumentando a precisão”, disse.

Ainda dentro do programa Avançar na Segurança, o CBMRS receberá um total de R$ 38,6 milhões em investimentos, sendo que a maior parte em veículos que somam R$ 34,8 milhões. Está prevista a compra de 28 ambulâncias de resgate, no valor de R$ 9,2 milhões, para municípios que ainda não contam com esse equipamento, além de 12 caminhões de combate a incêndio no valor de R$ 10,2 milhões.

Haverá ainda a aquisição de uma embarcação de busca, salvamento e combate a incêndio, com recursos na ordem de R$ 3,5 milhões, considerada a primeira da instituição. O CBMRS também contará com o primeiro helicóptero em sua história, no valor de R$ 16 milhões. A aeronave tem previsão de entrega também para 2022. 

A instituição terá ainda R$ 2,2 milhões relativos à compra de 512 conjuntos de proteção de combate a incêndio estrutural. Já a construção de sede do pelotão de Guaíba será realizada com investimento de R$ 1,6 milhão.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895