Delegacia do Meio Ambiente do Deic resgata 225 aves silvestres de cativeiro em Porto Alegre

Delegacia do Meio Ambiente do Deic resgata 225 aves silvestres de cativeiro em Porto Alegre

Trata-se da maior apreensão de pássaros da fauna nativa da Polícia Civil na Capital

Correio do Povo

Dezenas de gaiolas foram recolhidas na ação

publicidade

A maior apreensão de aves silvestres da Polícia Civil em Porto Alegre foi efetuada na manhã desta quinta-feira pela Delegacia do Meio Ambiente do Departamento Estadual de Investigações Criminais. A equipe da delegada Marina Goltz resgatou do cativeiro um total de 225 pássaros da fauna nativa, pertencentes a mais de 20 espécies, muitas das quais ameaçadas de extinção.

O flagrante ocorreu em uma residência situada no bairro Campo Novo, na Zona Sul da Capital. O endereço foi repassado aos policiais civis através de uma denúncia anônima ao telefone 0800-510-2828. Houve então o cumprimento de um mandado judicial de busca e apreensão no local.

Segundo a delegada Marina Goltz, três aves foram encontradas mortas. Outros exemplares conviviam com grande quantidade de fezes. Dezenas de gaiolas, inclusive vazias, foram recolhidas na moradia. O prejuízo material estimado para o proprietário da residência gira em torno de R$ 100 mil, sem contar as gaiolas.

O responsável pelo cativeiro ilegal vai responder a procedimento policial pelo crime previsto no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, com pena de detenção de seis meses a um ano e multa, com a pena aumentada pela metade em razão de envolver espécies ameaçadas de extinção, bem como pelo crime previsto no artigo 32 da mesma lei, que trata de maus tratos contra animais.

A ação policial contou com o apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Os animais apreendidos foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895