Denarc apreende 25 quilos de drogas em duas ações em Sapiranga e Porto Alegre

Denarc apreende 25 quilos de drogas em duas ações em Sapiranga e Porto Alegre

Alvos dos policiais civis foram as facções criminosas que promovem o tráfico de drogas

Correio do Povo

Dois traficantes foram presos e um terceiro já está identificado

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil apreendeu 25 quilos de drogas em duas ações deflagradas entre a noite de terça-feira e madrugada desta quarta-feira contra o tráfico de entorpecentes promovidos por facções criminosas.

No Vale do Rio dos Sinos, a equipe do delegado Alencar Carraro prendeu um dos dois traficantes que estavam em uma residência, situada na rua da Aviação, no bairro Porto Palmeira, em Sapiranga.

Na casa, os agentes recolheram cerca de 20 quilos de maconha, em torno de dois quilos de cocaína de alta pureza, R$ 900 em dinheiro e quatro telefones celulares. O traficante que conseguiu escapar já teve contra si representação por prisão preventiva, visando à sua devida responsabilização criminal.

Já em Porto Alegre, a mesma equipe policial apreendeu aproximadamente 1,9 quilo de maconha, cerca de um quilo de crack e 150 gramas de maconha do tipo “camarão” no bairro Morro Santana. O flagrante ocorreu na travessa Esporte Clube Cruzeiro.

Uma casa servia de depósito de drogas para uma facção criminosa. No local, os policiais civis detiveram um foragido, oriundo do Estado de São Paulo, quando ingressava na moradia. 

Além das drogas, os agentes do Denarc encontraram uma ceduleira, um caderno contendo diversas anotações do tráfico de entorpecentes, dois telefones telefônicos e duas balanças de precisão. Houve ainda o recolhimento de R$ 2 mil em dinheiro, 162 munições de calibre nove milímetros e 31 cartuchos de calibre 380.

“A investigação prosseguirá visando à identificação dos demais envolvidos, pois existem fortes indícios de que haja um grande esquema de distribuição de drogas para Porto Alegre e Região Metropolitana, praticado por membros de uma organização criminosa”, assegurou o delegado Alencar Carraro.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895