Denarc apreende 400 comprimidos de ecstasy em Porto Alegre

Denarc apreende 400 comprimidos de ecstasy em Porto Alegre

Droga sintética, junto com 1,2 quilo de maconha e um revólver, estava com um traficante preso em uma residência no bairro Jardim Carvalho

Correio do Povo

Entorpecente, avaliado em R$ 20 mil, seria comercializado em festas particulares e raves

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil vai aprofundar o trabalho policial após a apreensão de cerca de 400 comprimidos de ecstasy e 1,2 quilo de maconha em Porto Alegre. A confirmação foi dada pelo delegado Adriano Nonnenmacher na manhã desta sexta-feira. A quantidade de droga sintética recolhida foi avaliada em torno de R$ 20 mil, pois um comprimido de ecstasy custa em média R$ 50,00 cada.

Um traficante foi preso na ação realizada a partir de quinta-feira no bairro Jardim Carvalho. O criminoso possui vasta ficha de antecedentes por tráfico de drogas e roubos, encontrando-se sob monitoramento eletrônico. O flagrante ocorreu em uma residência. Além dos entorpecentes, os policiais civis encontraram um revólver calibre 38 com numeração raspada e uma balança de precisão.

O delegado Adriano Nonnenmacher observou que mais dois suspeitos de envolvimento na comercialização de ecstasy estão sendo investigados pelo Denarc. Ele lembrou que a droga sintética costuma ser vendida em festas particulares e raves.

Já a equipe do delegado Alencar Carraro prendeu um universitário por tráfico de drogas no bairro São João, em Porto Alegre. O traficante, de classe média e estudante em uma Faculdade de Direito da Capital, estava com cerca de 1,5 quilo de maconha e uma balança de precisão.
 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895