Denarc apreende três quilos de crack suficientes para produzir 12 mil pedras em Porto Alegre

Denarc apreende três quilos de crack suficientes para produzir 12 mil pedras em Porto Alegre

Ação ocorreu em um estabelecimento comercial no bairro Mário Quintana

Correio do Povo

Um traficante foi preso em flagrante pelos policiais civis

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil calculou que os três quilos de crack apreendidos no bairro Mário Quintana, em Porto Alegre, renderiam cerca de 12 mil pedras. A ação ocorreu nessa quinta-feira em um estabelecimento comercial. O local descoberto pelos agentes servia como depósito de entorpecentes e abastecia pontos de venda existentes na região.

Houve a prisão de um traficante pela equipe do delegado Thiago Bennemann. O criminoso já tinha antecedentes por homicídio qualificado, porte de arma de uso restrito e furto qualificado. 

Já em outra ação do Denarc, a equipe do delegado Alencar Carraro apreendeu em torno de 2,7 quilos de cocaína, cerca de 40 comprimidos de ecstasy, dois telefones celulares, duas maquininhas de cartão, três balanças de precisão e mais de R$ 700 em dinheiro foram recolhidos, além de um Renault Clio e um Nissan Sentra, em Canoas. Dois traficantes foram detidos.

Os policiais civis verificaram que a dupla mantinha uma rede de distribuição de drogas, com envolvimento inclusive em organização de festas durante o período de isolamento em razão das medidas de combate à pandemia causada pelo Covid-19.

Segundo a investigação, os traficantes realizavam a produção e distribuição de entorpecentes em toda a Região Metropolitana de Porto Alegre, tendo como mercado consumidor específico os jovens frequentadores de festas eletrônicas ilegais em plena pandemia.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895