Denarc descobre sítio que produzia maconha de alta qualidade na zona rural de Glorinha

Denarc descobre sítio que produzia maconha de alta qualidade na zona rural de Glorinha

Policiais civis encontraram uma grande estrutura, com estufa, equipamentos e insumos para o cultivo em larga escala

Correio do Povo

Denarc descobre sítio que produzia maconha de alta qualidade na zona rural de Glorinha

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil anunciou na manhã desta terça-feira a descoberta de um laboratório para a produção em larga escala de maconha de alta qualidade, conhecida como “flor” ou “camarão”. O flagrante ocorreu na área rural de Glorinha. Três traficantes foram presos.

A operação sob comando do delegado Alencar Carraro começou ainda no final da tarde de segunda-feira. Na propriedade, os agentes do Denarc encontraram uma grande estrutura utilizada para o cultivo da maconha com elevado teor do princípio ativo. No local havia um pavilhão e no interior existia um contêiner com iluminação e ventilação propícios para a produção da droga.

Os policiais civis constataram ainda uma estufa com dezenas de plantas adultas e canteiros com inúmeras mudas menores, bem como grande quantidade de substrato. O entorpecente é normalmente vendido a R$ 50,00 cada grama.

Estufa foi localizada / Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP 

Segundo o delegado Alencar Carraro, as buscas resultaram também na apreensão de uma caminhonete Fiat Toro utilizada para o transporte da maconha, duas pistolas calibres 380 sendo que uma com numeração raspada, três carregadores e 118 munições.

Houve o recolhimento de 120 plantas de maconha, cerca de 1,5 quilo do entorpecente pronto para consumo, 20 frascos de fertilizantes, equipamentos e insumos, anotações suspeitas, R$ 215,00 em dinheiro, 100 pesos uruguaios e três telefones celulares.

Novas diligências serão realizadas para apurar quem efetivamente é o proprietário do sítio e dos demais envolvidos no esquema. A ação desencadeada teve apoio do setor de inteligência da Brigada Militar. Informações, mesmo sob anonimato, podem ser encaminhadas ao disque denúncia 08000-518-518 e ainda pelo WhatsApp (51) 98475-6069.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895