Desarticulada rede de pontos de venda exclusivos de crack em Esteio e Sapucaia do Sul

Desarticulada rede de pontos de venda exclusivos de crack em Esteio e Sapucaia do Sul

Movimentação financeira ficava em torno de R$ 10 mil por semana nesses locais

Correio do Povo

Houve apreensão de mais de R$ 7 mil em dinheiro, uma balança de precisão e cerca de 130 pedras da droga

publicidade

Uma rede de pontos de narcotráfico foi desarticulada na manhã desta sexta-feira pela Polícia Civil em Esteio e Sapucaia do Sul. Pelo menos cinco bocas de fumo tinham movimento financeiro de cerca de R$ 10 mil com a venda exclusiva de crack por semana. Os locais funcionavam nas 24 horas do dia. O gerente encarregado do esquema de tráfico do entorpecente foi preso. Houve a apreensão de mais de R$ 7 mil em dinheiro, uma balança de precisão e cerca de 130 pedras da droga que fracionadas e embaladas renderiam aproximadamente R$ 3 mil.

A investigação durou um mês e foi realizada pela 1ª DP de Sapucaia do Sul, sob comando do delegado Gabriel Borges. Os agentes monitoraram a rede no período. O gerente agora preso coordenava no mínimo dois pontos de venda em Sapucaia do Sul e outros três em Esteio. Uma média de 20 usuários de crack comparecia por hora em cada local.

Conforme os policiais civis, o indiciado armazenava o dinheiro oriundo do narcotráfico e o entorpecente em dois imóveis. Ele seria  um dos principais responsáveis pela venda de crack na região. A prisão dele ocorreu em Esteio.  O delegado Gabriel Borges destacou que “a ação policial denota um prejuízo considerável ao crime organizado” e assegurou que o trabalho investigativo prossegue para identificar os demais integrantes da prática criminosa.

Já o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM, delegado Mário Souza, ressaltou que a investigação é “voltada a prender e identificar não só os vendedores, mas também os gerentes e fornecedores dos crimes relacionados ao tráfico de drogas”.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895