Desmantelado esquema de distribuição de anabolizantes em academias

Desmantelado esquema de distribuição de anabolizantes em academias

Ação da Polícia Civil ocorreu na Região Metropolitana de Porto Alegre

Correio do Povo

Foram recolhidos centenas de frascos, ampolas e comprimidos de esteroides importados

publicidade

Um esquema de distribuição de anabolizantes em academias de atividade física foi descoberto e desmantelado na manhã de hoje pela Polícia Civil na Região Metropolitana de Porto Alegre. A operação Missiva, conduzida pela 1ª DP de Canoas, sob comando do delegado Rafael Pereira, ocorreu no bairro Guajuviras. Houve o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, sendo recolhidos centenas de frascos, ampolas e comprimidos de esteroides importados, além de cerca de R$ 12 mil em dinheiro e uma pistola calibre 9 milímetros. Uma Mitsubishi Pajero também foi retida pelos agentes durante a ação que resultou ainda na prisão do proprietário de uma academia por tráfico desses produtos proibidos para comercialização pela Anvisa. Todo o material encontrado estava no estabelecimento do traficante.

As investigações duraram em torno de um mês. O delegado Rafael Pereira explicou que o trabalho policial começou após denúncia encaminhada por carta por uma mãe desesperada após constatar que o filho usava anabolizantes comprados em uma academia em Canoas. “A partir da denúncia, a equipe passou a investigar os fatos, acompanhar a rotina do investigado, confirmando que o mesmo de fato comercializava produtos ilícitos”, recordou. “A ação é de grande relevância. A investigação apontou que o suspeito vendia anabolizantes de maneira habitual, mesmo sendo educador físico, inclusive para adolescentes”, acrescentou.

Já o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mario Souza, observou que “sem ajuda da comunidade fatos graves como esse por vezes não chegam ao conhecimento policial”. Ele assegurou que “as investigações continuam em outras academias da cidade e novas ações podem ocorrer pois as drogas sintéticas não podem em hipótese alguma estarem no ambiente de saúde física”.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895