Draco de Passo Fundo lança ofensiva contra organização criminosa

Draco de Passo Fundo lança ofensiva contra organização criminosa

Recolhido no sistema prisional, o líder do grupo comanda tráfico de drogas e roubos, além de ordenar assassinatos

Correio do Povo

Houve o cumprimento de 31 ordens judiciais em sete cidades

publicidade

Uma organização criminosa foi alvo de uma ofensiva da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Passo Fundo na manhã desta sexta-feira. A operação Ataque Soviético foi desencadeada pela equipe do delegado Diogo Ferreira, após cerca de um ano de investigação.

Os agentes cumpriram com êxito os 27 mandados de busca e apreensão e os quatro mandados de prisão preventiva em Passo Fundo, Soledade, Fontoura Xavier, Guaporé, Lajeado, Portão e Porto Alegre, onde atuaria o grupo. Veículo, dinheiro e celulares foram recolhidos.

Segundo os policiais civis, a organização é envolvida com o tráfico de drogas e roubos, além de articular assassinatos com diversos disparos, imitando o modo de execução de nazistas pelos soviéticos na Segunda Guerra Mundial.

O delegado Diogo Ferreira observou que o líder está recolhido no sistema prisional e dava ordens aos integrantes da organização para cometer crimes, comprar, entregar e armazenar drogas. A ação nesta sexta-feira teve apoio da Draco de Lajeado, Draco de São Leopoldo, 2ªDPRI, 6ªDPRI, 24ªDPRI e 2ªDP de Porto Alegre, bem como da Polícia Rodoviária Federal e da Brigada Militar através do 3º BPChq e 3º RPMon.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895