Duas novas prisões são efetuadas no caso da jovem Paula Schaiane Perin Portes em Soledade

Duas novas prisões são efetuadas no caso da jovem Paula Schaiane Perin Portes em Soledade

Operação da Polícia Civil e Brigada Militar foi deflagrada neste sábado no âmbito das investigações

Correio do Povo

Um forte aparato foi montado para capturar os indivíduos que foram levados para a delegacia da cidade

publicidade

A Polícia Civil anunciou duas novas prisões no início da tarde deste sábado no âmbito das investigações do caso da jovem Paula Schaiane Perin Portes, 18 anos, desaparecida na noite do dia 10 de junho deste ano em Soledade. A operação, em conjunto com a Brigada Militar, foi coordenada pela delegada Fabiane de Vargas Bitencourt. Um forte aparato foi montado com efetivos de ambas as forças de segurança. Um dos suspeitos havia sido solto na noite da última quinta-feira, sendo apontado como articulador da morte da vítima, cujo corpo ainda não foi localizado. Um Volkswagen Gol, de cor vermelha, também foi apreendido durante a ação. Os agentes permanecem procurando um indivíduo que está foragido e também é um dos principais suspeitos de participação no crime.

Os dois presos foram encaminhados à DP de Soledade para interrogatório. Em rápida entrevista no local, a delegada Fabiane de Vargas Bitencourt esclareceu que os pedidos de prisão foram encaminhados urgentemente junto ao plantão do Poder Judiciário. Considerando as detenções como de “suma importância” na elucidação do crime, ela declarou que “novas provas e elementos” foram obtidas e produzidas com as diligências realizadas nos últimos dias. “Havia a possibilidade dos investigados se desfazerem de provas. Então conseguimos novamente os mandados de prisão desses indivíduos que estavam em liberdade”, observou.

Sobre a prisão novamente do suspeito de ser articulador do crime, ela lembrou que o mesmo possui “bastante periculosidade”. Já a respeito do indivíduo que permanece foragido desde junho, a delegada Fabiane de Vargas Bitencourt assegurou que existe “uma união de esforços para tentar localizá-lo e esperamos nos próximos dias um resultado positivo”. Ela acredita que o desfecho do caso não está longe. “Não temos parado. É dia e noite. Nosso trabalho é incessante”, destacou.

Na manhã desta sexta-feira, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar realizaram novas buscas em um açude perto da ERS 153, na comunidade da Margem São Bento, na zona rural do município. Até um cão farejador foi empregado para tentar localizar o corpo da jovem, mas não houve nenhuma descoberta. No mesmo local já havia sido encontrada a bolsa da jovem na última terça-feira, contendo a carteira de identidade da vítima, um cartão bancário em nome da mãe dela e um carregador de celular, entre outros itens, além de duas pedras grandes dentro para que ficasse submersa na água.

O açude, que fica nas proximidades das residências dos indiciados no inquérito, foi esvaziado parcialmente. “Não temos dúvida de que se trata de um homicídio qualificado com ocultação de cadáver. A autoria do crime já está esclarecida. Já temos provas contundentes”, afirmou na ocasião. Outros três suspeitos já haviam sido presos. O carro usado para transportar a vítima ainda não foi achado.

Na noite de 10 de junho, Paula Schaiane Perin Portes estava em um apartamento com amigas e recebeu uma mensagem pelo WhatsApp para se encontrar com o principal suspeito. Nas investigações, os policiais civis obtiveram imagens de câmeras de monitoramento que mostram a jovem chegando no local do encontro e sendo carregada inconsciente para dentro de um veículo pelos suspeitos já no início da madrugada do dia 11.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895