Em ação para coibir a violência contra a mulher, 23 armas são apreendidas
capa

Em ação para coibir a violência contra a mulher, 23 armas são apreendidas

Três mandados foram cumpridos em cinco endereços na região Metropolitana e no interior do Estado

Por
Franceli Stefani

Policiais apreenderam 23 armas, entre elas um fuzil calibre 308, quatro espingardas calibre 12, nove pistolas e seis revólveres

publicidade

Vinte e três armas foram apreendidas na operação Alvo Certo, desencadeada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Canoas. De acordo com a coordenadora da ofensiva, delegada Clarissa Demartini, foram cumpridas três ordens judiciais em cinco endereços de Carazinho, Pontão e Canoas. As ações foram relacionadas ao combate à violência doméstica e desencadeadas em três etapas, sendo a última nesta manhã. 

Clarissa explica que a Alvo Certo cumpriu os primeiros mandados no início da semana, com objetivo de apreender armas de fogo lícitas e ilícitas, que eram usadas para ameaçar ou intimidar mulheres. Foram encontradas 23 armas, dentre as quais, um fuzil calibre 308, uma carabina calibre .44, um rifle calibre .22, quatro espingardas calibre 12, nove pistolas e seis revólveres. “Um homem foi preso em flagrante na cidade de Pontão, onde foi localizado com uma espingarda calibre 28, raspada”, detalha.

Ela detalha que uma das ameaças foi filmada pelo circuito interno de monitoramento do local onde o fato aconteceu. “É possível ver o acusado com a arma em punho sendo contido por outras pessoas”, diz. Segundo a delegada, essa foi a maior investida do ano contra agressores de violência doméstica. “Durante todo o ano de 2019 foram apreendidas 32 armas de fogo, sendo 23 delas apenas esta semana”. Clarissa acrescenta que mesmo a arma sendo lícita, o agressor pode ter seu direito restringido quando utiliza o objeto para a prática de crimes.

Conforme o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Metropolitana, delegado regional Mario Souza, a Alvo Certo é alusiva ao mês de agosto, onde se comemora o aniversário da Lei Maria da Penha e se estenderá pelos próximos 30 dias. “Essa grande apreensão de armas demonstra o potencial de agressividade dos acusados. A Deam de Canoas está atenta e com várias investigações em curso no intuito de proteger as mulheres.” Denúncias podem ser feitas através da Linha Direta, 3425-9056 ou também pelo WhatsApp 984.590.259. O sigilo é garantido.