Estado de saúde de torcedor baleado no final do jogo entre Juventude e Grêmio é grave

Estado de saúde de torcedor baleado no final do jogo entre Juventude e Grêmio é grave

Bruno recebeu dois disparos, um no rosto e outro no antebraço esquerdo

Celso Sgorla

publicidade

O torcedor do Grêmio baleado após o jogo contra o Juventude no final da tarde do domingo segue internado em estado grave no Hospital Pompéia, em Caxias do Sul. De acordo com o hospital, Bruno Pisoni Garcia, 37 anos, está na Unidade de Tratamento Intenso (UTI). Ele foi atingido por dois disparos. O mais grave no rosto e outro no antebraço esquerdo.

O delegado plantonista, que atendeu a ocorrência, Ives Trindade, disse que o fato ocorreu do lado de fora do estádio, na avenida São João. Segundo o delegado, o autor dos disparos e outro envolvido estão indiciados e detidos na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul. Ele informou ainda que os dois vieram de Porto Alegre de ônibus, não tinham ingresso para entrar no estádio e ficaram em um bar nas proximidades assistindo ao jogo pela televisão.

As primeiras informações colhidas pelo delegado dão conta de que houve atrito entre torcidas rivais, por causa de uma faixa aberta no estádio. Uma das torcidas pediu que a faixa fosse retirada, o que acabou acontecendo. O torcedor que portava a faixa saiu do estádio, momento em que iniciou a confusão que resultou nos disparos que atingiram Bruno. O caso agora está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios, comanda pelo delgado Rodrigo Duarte.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895