Execução ocorrida na madrugada em Porto Alegre é investigada pela Polícia Civil

Execução ocorrida na madrugada em Porto Alegre é investigada pela Polícia Civil

Vítima foi retirada de casa no bairro Vila Nova e apareceu depois morta a tiros no bairro Belém Novo

Correio do Povo

Local foi isolado pela Brigada Militar para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias

publicidade

A 4ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ª DPHPP), sob comando do delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, investiga uma execução ocorrida na madrugada desta quinta-feira em Porto Alegre. A vítima, de 27 anos, foi sequestrada quando estava dormindo em casa, situada na estrada Kanazawa, no bairro Vila Nova. O corpo foi encontrado depois na estrada Chapéu do Sol, no bairro Belém Novo. A Brigada Militar foi acionada em um primeiro momento e isolou o local para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias.

O delegado Rodrigo Pohlmann Garcia explicou à reportagem do Correio do Povo que a vítima teve “a residência invadida por três ou quatro pessoas que questionaram sobre drogas e armas”. De acordo com o titular da 4ª DPHPP, o morador foi retirado do local “vestindo apenas uma bermuda”, sendo então colocado dentro de um veículo modelo sedan, de cor prata, não identificado. “A vítima foi sequestrada e levada até a estrada Chapéu do Sol, sendo executada com quatro disparos”, observou. Os tiros teriam sido efetuados de revólveres, pois “não foram encontrados estojos” no local do crime.

O trabalho investigativo deve incluir depoimento de familiares da vítima, da vizinhança no local onde ocorreu a execução e busca por imagens de câmeras de monitoramento nos possíveis trajetos entre os bairros Vila Nova e Belém Novo, entre outras diligências. O titular da 4ª DPHPP disse que a vítima tinha antecedentes criminais por receptação, lesão e porte de arma, mas nenhum por tráfico de drogas. O delegado Rodrigo Pohlmann Garcia avaliou que a motivação do assassinato permanece portanto ainda desconhecida.

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895