Fábrica clandestina de placas veiculares é fechada em Alvorada

Fábrica clandestina de placas veiculares é fechada em Alvorada

Descoberta ocorreu em investigação sobre a clonagem de veículos roubados em Porto Alegre e Região Metropolitana

Correio do Povo

Houve a apreensão de placas e tarjetas falsificadas, além de pinos para adulteração das numerações de chassis e vidros, entre outros

publicidade

A Polícia Civil fechou na manhã desta terça-feira uma fábrica clandestina de placas veiculares em Alvorada. A operação foi desencadeada pela Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes de Roubo de Veículos (DRV), do Departamento Estadual de Investigações Criminais. Três prisões foram efetuadas em uma residência na rua Coronel Aparício Borges, no bairro Formosa.

A equipe dos delegados Rafael Liedtke e Marco Guns localizou a fábrica durante uma investigação sobre a clonagem de veículos que são roubados em Porto Alegre e Região Metropolitana. O local foi monitorado pelos agentes até o momento da deflagração da ação que ocorreu no momento em que chegava um Honda Civic, de cor prata.

Na moradia, os policiais civis da DRV encontraram um quarto transformado para a confecção das placas veiculares, tanto modelo antigo como do Mercosul. Houve a apreensão de dezenas de placas e tarjetas falsificadas, além de pinos para adulteração das numerações de chassis e vidros.

Farto material e equipamentos utilizados para clonagem de veículos roubados foram também recolhidos. A equipe da DRV reteve ainda o automóvel e duas motocicletas. Porções de maconha foram achadas no local.

Segundo os delegados Rafael Liedtke e Marco Guns, os três presos vão responder pelos delitos de receptação e de adulteração de sinais identificadores veiculares, bem como por associação criminosa. O trio foi conduzido para a sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais, em Porto Alegre.   


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895