Fábrica de álcool gel é interditada durante ação da Polícia Civil em Alvorada
capa

Fábrica de álcool gel é interditada durante ação da Polícia Civil em Alvorada

Blitz junto com o PROCON/RS e a Vigilância Sanitária foi realizada também em uma distribuidora do produto

Por
Correio do Povo

Empresa que produzia o produto terá de regularizar documentação

publicidade

Uma fábrica de cosméticos e uma distribuidora foram fiscalizadas na manhã desta terça-feira pela Polícia Civil junto com o PROCON/RS e a Vigilância Sanitária de Alvorada. Os agentes da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor (DECON) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) interditaram a primeira empresa que produzia o álcool gel. No local foram encontrados diversos produtos sem apresentar "as boas práticas" de produção e sem alvará de saúde. Em razão disso, o local foi fechado até a regularização documental junto às autoridades sanitárias. Houve a apreensão de 2.952 frascos de 95 gramas de álcool em gel, além de diversos cosméticos, os quais serão analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul para comprovação de que são próprios para o consumo humano. Neste caso será instaurado inquérito policial.

Já no segundo local, uma distribuidora de produtos, constatou-se que a empresa estava vendendo produtos com preços variados ao comércio, o que configurou a elevação de preço sem justa causa e abuso de poder econômico. Ela foi autuada administrativamente e recebeu multa. O delegado Joel Wagner, titular da DECON, alertou que os consumidores que adquirirem álcool em gel, máscaras cirúrgicas e máscaras descartáveis elásticas, devem sempre pedir nota fiscal para apurar eventual aumento arbitrário de preços dos produtos, subsidiando assim as ações fiscalizatórias./