Fraude no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária é apurada pela Polícia Federal

Fraude no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária é apurada pela Polícia Federal

Operação cumpriu nove mandados de busca e apreensão nos municípios de Passo Fundo, Ijuí, Tapera e Salto do Jacuí

Por
Correio do Povo

Documentos e computadores foram recolhidos na ação e serão agora analisados pela PF


publicidade

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira a operação Hemera que investiga fraudes no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) do governo federal. Cerca de 30 agentes cumpriram nove mandados de busca e apreensão nos municípios de Passo Fundo, Ijuí, Tapera e Salto do Jacuí. Documentos e computadores foram recolhidos e serão agora analisados.

A investigação começou no ano passado com o objetivo de apurar possíveis fraudes na obtenção do seguro agrícola, referentes às safras dos anos de 2016 e 2017. Conforme os policiais federais, os agricultores, após obterem financiamento agrícola através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), alegavam perdas na produção e utilizavam notas fiscais de aquisição de insumos adulteradas para então receber o seguro.


Diligências realizadas identificaram que um grupo de empresas e pessoas físicas forneciam essas notas fiscais aos agricultores. Os crimes investigados pela Polícia Federal são falsificação de documento particular, uso de documento falso e tentativa de estelionato.