Frota aérea da PRF adota novo padrão de cor na pintura das aeronaves

Frota aérea da PRF adota novo padrão de cor na pintura das aeronaves

Helicópteros terão a predominância de um azul bem escuro e a sigla PRF na cor branca

Correio do Povo

Mudança cromática reduz visibilidade da aeronave e aumenta o fator surpresa nas operações e fiscalizações.

publicidade

A Polícia Rodoviária Federal adotou um novo padrão na pintura da frota de helicópteros, que serão chamados a partir de agora de Polaris. A nova cor carrega um tom de azul bem escuro, diferente do azul, branco e amarelo que vinha sendo empregado nas aeronaves e que seguia o layout das viaturas terrestres. Já a sigla PRF será na cor branca e com fonte de letra gráfica de estilo “militar”. O objetivo da alteração da cor é o de reduzir a visibilidade da aeronave a olho nu, dando maior discrição e aumentando o fator surpresa nas operações.

A primeira aeronave que recebeu o novo padrão de pintura monocromática foi o helicóptero Bell 407, de matrícula PT-YZG, denominado até então de Patrulheiro 3 e que passa a se chamar de Polaris 3. Fabricado em 1998 nos Estados Unidos, ele fica baseado em Santa Catarina, mas atua também no Rio Grande do Sul e Paraná, além da região Sudeste do Brasil. Outros quatro Bell 407, três Airbus Helicopters H130 e o único Bell 412EP também receberão a nova pintura, além dos seis novos helicópteros AW119 Koala que já virão de fábrica com essa pintura e devem substituir o modelo Bell.

A divulgação da mudança ocorreu no perfil oficial da Divisão de Operações Aéreas da Polícia Rodoviária Federal (DOA-PRF) no Instagram. A unidade aérea da instituição tem como principais funções o suporte às operações de patrulha rodoviária, combate ao tráfico de ilícitos, transporte de órgãos e também serve de ambulância aérea quando necessário.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895