Grupo criminoso envolvido com câmbio é alvo da Polícia Federal de Santana do Livramento

Grupo criminoso envolvido com câmbio é alvo da Polícia Federal de Santana do Livramento

Investigados atuavam como instituição financeira e na evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Correio do Povo

Ordens judiciais e bloqueio de bens foram cumpridos em Santa Rosa e Campo Novo

publicidade

A Polícia Federal de Santana do Livramento desencadeou na manhã desta quinta-feira a operação Boi Verde. O objetivo é desarticular uma associação criminosa especializada na atividade ilegal de instituição financeira, envolvendo câmbio, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Três mandados de busca e apreensão e ainda duas ordens de prisão temporária foram cumpridas nas cidades de Santa Rosa e Campo Novo. Houve também a execução do bloqueio judicial de bens. Os agentes da PF efetuaram três detenções e recolheram quatro veículos e uma embarcação.

A investigação começou em junho do ano passado com a apreensão de 123 mil dólares norte-americanos, em São Borja. Os policiais civis identificaram então um grupo criminoso atuando na região Noroeste do Estado.

Conforme o trabalho investigativo da PF, a sistemática criminosa ocorria com o transporte de reais em espécie para o Uruguai, através de Santana do Livramento, e o retorno ao Brasil com dólares de maneira clandestina. O lucro ilícito era obtido pela diferença de valores do câmbio, chamado de spread.

O grupo investigado realizou, em um curto período de dois meses, movimentações financeiras de mais de dois milhões de dólares com a respectiva evasão de divisas para o Uruguai. Segundo os agentes da PF, Boi Verde era a forma como os investigados se referiam ao dinheiro norte-americano em espécie.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895