Grupo ligado ao narcotráfico é alvo de operação no Rio Grande do Sul
capa

Grupo ligado ao narcotráfico é alvo de operação no Rio Grande do Sul

Organização era responsável por distribuir cocaína para diversas cidades gaúchas

Por
Correio do Povo

Ordens judiciais estão sendo cumpridas junto com sequestro de imóveis e bloqueio de contas bancárias, além da apreensão de veículos

publicidade

Uma organização criminosa, ligada ao narcotráfico de cocaína e que distribuía a droga em cidades do Rio Grande do Sul, é alvo da Polícia Federal em uma operação chamada Conesul III, desencadeada na manhã desta terça-feira. De acordo com a PF, o entorpecente era transportado para Camaquã, Uruguaiana, Alegrete, Rosário do Sul, São Gabriel e outras cidades.  

O grupo criminoso é dedicado ao tráfico internacional de drogas e à lavagem de dinheiro. Cerca de 50 agentes da PF foram designados para trabalhar na ofensiva, que ainda tem a parceria da Polícia Civil gaúcha. Seis mandados devem ser cumpridos e a operação recebeu a autorização para fazer o sequestro de imóveis e bloqueio de contas bancárias, além da apreensão de veículos. 

Investigação em maio de 2018

A investigação começou em maio de 2018 pela Polícia Civil e identificou que o grupo criminoso adquiria cocaína na fronteira com o Paraguai. O entorpecente depois era distribuído em , entre outras cidades. Em abril de 2019, o caso foi assumido também pela Polícia Federal.

Ao longo do trabalho investigativo, vários flagrantes foram efetuados como a apreensão de 17,9 quilos da droga no dia 25 de julho de 2018, em Osório, e de 6,4 quilos do entorpecente na cidade paranaense de Guairá. Conforme a Polícia Federal, o líder da organização criminosa está recolhido na Penitenciária Modulada de Uruguaiana e responderá pelos crimes investigados.