Guarda Municipal de Porto Alegre incursiona nas ilhas, mas não encontra nenhuma festa

Guarda Municipal de Porto Alegre incursiona nas ilhas, mas não encontra nenhuma festa

Já nos bairros Cidade Baixa e Moinhos de Ventos, cerca de 600 pessoas foram dispersadas

Correio do Povo

Fiscalização ocorreu entre a noite de sexta-feira e madrugada deste sábado

publicidade

A Guarda Municipal atuou nas ilhas de Porto Alegre para verificar a ocorrência de festas clandestinas nas marinas, mas as incursões realizadas entre a noite de sexta-feira e madrugada deste sábado não registraram nenhum evento. A ação contou com o apoio da Brigada Militar.

No domingo passado, o deck de um restaurante desabou com o peso dos frequentadores de uma festa na ilha das Flores. Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas. O acidente ocorreu no estabelecimento às margens do rio Jacuí, com acesso pela rua do Pescador.

Já nos bairros Cidade Baixa e Moinhos de Vento, o efetivo da Guarda Municipal dispersou aglomerações com cerca de 600 pessoas, sendo 200 na rua da República e outras 400 na rua Padre Chagas. As concentrações desrespeitavam as medidas sanitárias para o controle da Covid-19, incluindo a falta de uso de máscaras.

A avenida Nova York, no bairro Auxiliadora, e a rua Fernando Machado, no Centro Histórico, também mereceram atenção.  A fiscalização teve participação da Brigada Militar e da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

“Noite sem registros de maiores incidentes”, resumiu o subcomandante da Guarda Municipal, Franklin dos Santos Filho. Denúncias podem ser encaminhadas pelos telefones 153 e 156.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895