Homem é espancado no MS após ser confundido com Lázaro Barbosa

Homem é espancado no MS após ser confundido com Lázaro Barbosa

Vítima foi encontrada amarrada e ferida pelos bombeiros de Campo Grande, a 956 km do local de buscas do serial killer do DF

R7

Homem foi violentamente espancado após ser confundido com Lázaro Barbosa

publicidade

Um homem foi violentamente espancado após ser confundido com Lázaro Barbosa em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A cidade fica a quase 960 km de distância do local onde as buscas pelo serial killer são feitas em Cocalzinho de Goiás. As informações são do Balanço Geral da Record TV.

A vítima foi encontrada caída, com diversos ferimentos, até mesmo no rosto, e estava amarrada. O jovem recebeu atendimento médico do Corpo de Bombeiros ainda no local de mata.

A semelhança com o serial killer chamou a atenção dos moradores da região, pelo tom de pele e até o corte de cabelo. 

Ele não é o primeiro a ser confundido com Lázaro. O cantor maranhense Vinícius Borges registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil porque está sendo confundido com o homem apontado como serial killer do Distrito Federal.

De acordo com as apurações do Balanço Geral, Vinícius se mudou para o Mato Grosso, mas não tem muitos conhecidos no novo estado. Por isso, as pessoas acabaram confundindo ele com o homem acusado de matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia.

O cantor relata ainda que está sofrendo com piadas até da própria família, que usa suas fotos para fazer montagens apontando as semelhanças entre ele e o criminoso foragido. Ele teme sofrer algum tipo de violência motivada pelas confusões por causa das semelhanças físicas.

Veja Também

Caçada

As buscas por Lázaro Barbosa já duram 15 dias. A caçada move centenas de agentes de segurança na região de Cocalzinho de Goiás (GO). Ele estaria escondido numa área de mata e desafia as autoridades locais, que tentam capturá-lo com operações diárias.

O cerco a Lázaro também inclui o uso de drone da Polícia Federal, com uma câmera termal capaz de detectar diferenças de temperatura, cães farejadores, blitze nos veículos que circulam pela região e policiais especialmente treinados em ambiente de caatinga e cerrado.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895