Homem morto a tiros é membro de uma das facções em guerra em Porto Alegre

Homem morto a tiros é membro de uma das facções em guerra em Porto Alegre

Três criminosos teriam iniciado disparos no bairro Teresópolis

Correio do Povo

Polícia recolheu depoimento de indivíduo que acompanhava vítima do crime

publicidade

A guerra entre facções em Porto Alegre pode ter gerado sua 25ª morte nesta terça-feira. Um homem foi morto a tiros, na rua Professor Carvalho de Freitas esquina com a rua Bispo William Thomas, no bairro Teresópolis. Segundo o delegado titular da Delegacia de Homicídios de Gravataí e que estava responsável pelo plantão de homicídios de Porto Alegre e da Região Metropolitana, Daniel Queiroz, o indivíduo era um integrante da facção Bala na Cara e foi executado possivelmente por membros do grupo V7.

No momento em que foi alvejado, o criminoso voltava de um mercado a pé, acompanhado de outro indivíduo, também dos Bala na Cara, por volta das 21h. Queiroz explicou que o homem que foi a óbito usava tornozeleira. O que o acompanhava estava em liberdade condicional e não sofreu nenhum ferimento. Ele já prestou depoimento na condição de testemunha e foi liberado.

A  apuração inicial apontou que a dupla foi surpreendida na esquina. "No começo, achamos que dois indivíduos efetuaram os disparos,mas a análise de imagens mostrou que eram três atirando enquanto um aguardava no carro", descreveu. Queiroz disse que foram encontrados no local 34 cápsulas de três pistolas calibre 9 milímetros. "Na região da cabeça, contamos oito disparos e ao todo acreditamos que tenham sido de 15 a 20 tiros", detalhou. O Instituto-Geral de Perícias fez coleta de materiais na área. O caso continuará sendo apurado pela Polícia Civil.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895