Homem que executou jovem no Salgado Filho é condenado a 26 anos de prisão

Homem que executou jovem no Salgado Filho é condenado a 26 anos de prisão

Crime ocorreu em setembro de 2016, no saguão do terminal 2

Correio do Povo

Julgamento de caso de execução no Salgado Filho ocorreu nesta quinta-feira, em Porto Alegre

publicidade

O homem que cometeu um asassinato no saguão do Aeroporto Salgado Filho, em setembro de 2016, foi condenado a 26 anos de prisão em regime fechado, na tarde desta quinta-feira. O réu, de 28 anos, não poderá recorrer em liberdade da sentença proferida na 1ª Vara do Júri da Capital. 

O homem respondeu por homicídio simples, tentativa de homicídio, corrupção de menor e receptação. Na ocasião, ele matou Marlon Rodão Sores, a tiros, no terminal 2 do Salgado Filho. A juíza Taís Culau de Barros considerou que a motivação do crime não foi suficientemente esclarecida. 

No julgamento, a magistrada citou o total destemor do réu para cometer o crime, atirando em pleno aeroporto. Imagens de uma câmera de monitoramento registraram o homicídio que provocou pânico em quem estava no local. A vítima, acompanhada do padrasto e de dois amigos, embarcaria em um avião com destino ao Espírito Santo, onde visitaria a avó.

O homem foi preso no mês seguinte ao crime, no bairro Santa Tereza, com uma pistola calibre 9 milímetros e um colete balístico. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895