Homens armados se passam por policiais e rendem casal de idosos em Canguçu

Homens armados se passam por policiais e rendem casal de idosos em Canguçu

Eles roubaram diversos pertences das vítimas, além de levarem um carro e uma moto

Sidney de Jesus

publicidade

A Polícia Civil do município de Canguçu procura os criminosos que se passaram por agentes policiais e renderam e roubaram dois idosos, na noite de quarta-feira, em uma propriedade rural na Coxilha das Flores, 4º Distrito do município. 

Segundo a polícia, os bandidos bateram na porta do casal de idosos, de 74 e 71 anos de idade, e anunciaram que eram policiais. Ao abrir a porta, o casal foi surpreendido com criminosos encapuzados, vestindo roupa preta e fortemente armados.

 “Eles invadiram a casa e roubaram diversos pertences das vítimas, além de levarem um veículo Ford Ka preto e uma moto Honda Bros NXR 150 preta”, revelou o titular da Delegacia de Polícia de Canguçu, delegado César Nogueira.

O delegado destacou que as investigações para chegar aos autores do crime já iniciaram, mas a polícia ainda não tem suspeitos. “Sabemos que foram três bandidos que se passaram por policiais e invadiram a casa das vítimas. Estamos trabalhando para elucidar o caso e prender estes criminosos”, afirmou César Nogueira. 

Segundo ainda o titular da Delegacia de Polícia de Canguçu, a polícia investiga a hipótese de que o crime ocorrido nesta madrugada, em Canguçu, esteja ligado ao que aconteceu na cidade de Camaquã.  “Hoje aconteceu um crime similar naquela região. Estamos em contato com colegas da polícia do município para vermos se tem alguma relação com o que aconteceu por aqui”, revelou César Nogueira.

O delegado afirmou que conta também com a ajuda da população para encontrar os criminosos e também os veículos e objetos roubados das vítimas. “O local onde aconteceu o crime é muito isolado. Contamos com o apoio dos moradores da região”, ressaltou César Nogueira, lembrando que as pessoas que tiverem informações devem entrar em contato com a Polícia Civil através do telefone (53) 9842.42253.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895