Identificados homens que praticavam vandalismo "por diversão" em Porto Alegre e região Metropolitana

Identificados homens que praticavam vandalismo "por diversão" em Porto Alegre e região Metropolitana

Dupla depredou 63 locais, segundo a Polícia Civil

Correio do Povo

Coletiva à imprensa foi realizada no Palácio da Polícia, na Capital

publicidade

A Polícia Civil anunciou na manhã desta sexta-feira o esclarecimento do caso de, ao menos, 63 ataques de vandalismo contra vidraças de estabelecimentos comerciais e bancos, ocorridos ao longo da última terça-feira passada, em Porto Alegre e Região Metropolitana. Em entrevista coletiva realizada no Palácio da Polícia, na Capital, a titular do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegada Adriana Regina da Costa, revelou que dois homens foram os autores do crime, realizado por um motivo: diversão. 

Um dos suspeitos é o filho do proprietário de caminhão baú visto nos locais dos ataques e que ficou registrado em imagens de câmeras de monitoramento. Trata-se de um jovem, de 21 anos, apontado como o executor dos ataques.

Ele estava no banco de passageiro do veículo, dirigido pelo empregado do pai, de 35 anos, e da janela efetuava os disparos de esferas de metal, com uma arma de pressão, contra as vidraças das lojas e bancos. O caminhão baú, o tacógrafo e a arma de pressão foram apreendidos.  

Levantamento

O último levantamento do DPM apontou 42 ocorrências formalizadas nas delegacias e outras 21 sem registros. Imagens de câmeras de monitoramento nas regiões onde ocorreram os ataques foram examinadas, entre outras diligências. A identificação do caminhão foi o primeiro passo para a elucidação do caso.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895