Instituto-Geral de Perícias retorna ao bar onde desabou mezanino em Porto Alegre

Instituto-Geral de Perícias retorna ao bar onde desabou mezanino em Porto Alegre

Já Polícia Civil abriu inquérito e apura número de vítimas na queda da estrutura no estabelecimento situado no bairro São Geraldo

Correio do Povo

Equipe do IGP foi novamente até o local, que permanece interditado

publicidade

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) retornou na manhã desta segunda-feira ao bar onde desabou um mezanino na noite de sábado passado na avenida São Paulo, no bairro São Geraldo, em Porto Alegre. Já a Polícia Civil abriu inquérito para apurar a queda da estrutura durante uma festa. O número de feridos e de frequentadores ainda está sendo contabilizado, mas ao menos duas pessoas tiveram ferimentos graves. 

Os peritos da Seção de Engenharia do Departamento de Engenharia do IGP estiveram também no domingo no estabelecimento, quando então efetuaram o levantamento fotográfico. Nesta segunda-feira, a equipe especializada analisou as estruturas metálicas que desabaram e recolheu vestígios, fez medições e observou as condições do material para determinar o que causou o rompimento. Documentos, como os projetos da estrutura, serão solicitados para análise. 

“O local está interditado desde sábado”, observou o titular da 17ª DP. “Estamos aguardando a perícia de engenharia do IGP”, assinalou o delegado Daniel Ordai. O IGP informou que o laudo deve ser concluído em 30 dias..

A investigação dos policiais civis incluirá depoimentos dos responsáveis, vítima e testemunhas, análise de imagens e laudos do Instituto-Geral de Perícias, entre outras diligências. 

“Vamos começar a ver a questão da regularidade ...se tinha alvará e qual autorização para funcionar como casa noturna, se recebeu uma autuação...”, explicou o titular da 17ª DP, delegado Daniel Ordai, na manhã desta segunda-feira à reportagem do Correio do Povo. “Basicamente é prova documental”, sintetizou.

Em nota oficial, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET) informou que o local possui “alvará exclusivamente para atuar como bar/café/lancheria e com horário de funcionamento limitado até a meia-noite”.

De acordo com a SMDET, o local havia sido interditado cautelarmente por descumprimento à legislação sanitária vigente e por aglomeração de pessoas, além de estar atuando, no momento da fiscalização, predominantemente como casa noturna, no dia 4 de setembro deste ano.

No dia 20 de outubro, “a comissão judicante da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento ao Coronavíris (Secovid) cancelou o auto de interdição condicionado ao expresso cumprimento da legislação sanitária e das atividades autorizadas no alvará de funcionamento”.

Após a queda do mezanino, uma equipe da Defesa Civil de Porto Alegre e o efetivo do 1º Batalhão de Bombeiros Militar, além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), compareceram ao local.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895