Integrantes de facção são presos após confronto com policiais em Imbé, no Litoral Norte

Integrantes de facção são presos após confronto com policiais em Imbé, no Litoral Norte

Houve apreensão de nove armas e de farta munição pela Brigada Militar e Polícia Civil na ERS 786, na praia de Albatroz

Correio do Povo

Criminosos portavam fuzil e também espingardas, pistolas e revólveres

publicidade

Quatro criminosos foram presos com armamento após confrontarem-se com policiais militares e civis em Imbé, no Litoral Norte. O incidente ocorreu na noite de quarta-feira em uma residência na ERS 786, na praia de Albatroz, durante a Operação Integrada Força Total.

Através de um trabalho de inteligência, o local onde poderiam estar os integrantes de uma facção criminosa, oriunda do Vale do Rio dos Sinos, foi descoberto. Os suspeitos estariam envolvidos no homicídio do líder de um grupo local de tráfico de drogas no dia 14 deste mês em Terra de Areia.

Pela Brigada Militar foram mobilizadas a Agência Regional de Inteligência do CRPO Litoral, a Agência de Inteligência do 2° BPAT, a Força Tática do 2° BPAT e o efetivo com canil do 8° BPM.

Os policiais foram recebidos com tiros e ocorreu então o confronto. Diante do cerco, os bandidos se renderam. Todos os indivíduos, de 20, 26, 31 e 33 anos, possuem inúmeros antecedentes. Na casa estava ainda a companheira de um deles, de 29 anos, também com ficha criminal.

Houve a apreensão de um fuzil calibre 556, uma espingarda artesanal calibre 45, uma espingarda calibre 12, duas pistolas calibres 9 milímetros, um revólver calibre 38 e três revólveres calibres 32.

Mais de 135 munições, sete carregadores de diversos calibres, uma touca ninja, 187 gramas de crack, uma grande quantidade de fios de cobre, cinco telefones celulares, uma balança de precisão, uma máquina de cartão de crédito e R$ 876,00 em dinheiro também foram recolhidos.

No local estavam ainda um Chevrolet Celta, de cor prata; um Volkswagen Gol, de cor vermelha; uma Ford EcoSport, de cor preta, e uma Volkswagen Amarok, de cor prata, usados pelos criminosos presos.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895