Justiça do Equador confirma em última instância condenação de Rafael Correa

Justiça do Equador confirma em última instância condenação de Rafael Correa

Ex-presidente foi condenado por corrupção, o que significa o fim de sua carreira política no país

AFP

Um tribunal da Suprema Corte Nacional, "por votação da maioria, rechaçou os recursos de cassação interpostos pelos recorrentes

publicidade

A Justiça do Equador confirmou nesta segunda-feira, em última instância, a condenação a oito anos de prisão contra o ex-presidente Rafael Correa por corrupção, o que significa o fim de sua carreira política, quando o mesmo desejava participar das eleições de fevereiro, anunciou a promotoria.

Um tribunal da Suprema Corte Nacional, "por votação da maioria, rechaçou os recursos de cassação interpostos pelos recorrentes, e ratificou a sentença por suborno" ditada em abril contra Correa e uma dezena de antigos colaboradores, informou o ente acusador em sua conta no Twitter.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895