Lavagem de dinheiro do narcotráfico é alvo de investigação da Polícia Civil de Cruz Alta

Lavagem de dinheiro do narcotráfico é alvo de investigação da Polícia Civil de Cruz Alta

Grupo criminoso da região é aliado de uma facção com atuação estadual

Correio do Povo

Cerca de R$ 150 mil em dinheiro e nove veículos de lixo já foram apreendidos pelos agentes da Draco

publicidade

Cerca de R$ 150 mil em dinheiro e nove veículos de luxo já foram apreendidos até o momento na operação Malha Fina desencadeada pela Polícia Civil de Cruz Alta. O objetivo de desarticular esquema de lavagem de dinheiro praticado por uma organização criminosa voltada para a atividade de tráfico de drogas na região. As investigações visam descapitalizar o grupo criminoso local que este ano se aliou a uma facção criminosa com atuação estadual.

A investigação é coordenada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Cruz Alta, sob comando do delegado Rafael dos Santos. No período ocorreu ainda o recolhimento de computadores, celulares e documentos, além de uma máquina contadora de notas de dinheiro. Na manhã desta terça-feira, em torno de 50 agentes cumpriram 14 mandados de busca e apreensão na cidade e também em São Paulo (SP), Timbó (SC) e Indaial (SC), dando prosseguimento à apuração da atuação do grupo criminoso.

Durante o trabalho investigativo, a equipe da Draco de Cruz Alta verificou que a organização criminosa utilizava contas de “laranjas” para realizar a movimentação financeira do grupo, além de contas bancárias de estabelecimentos de outros estados, como uma malharia por exemplo, para a lavagem dos valores auferidos com a venda de drogas. Segundo os policiais civis, os principais integrantes do grupo já possuem diversos indiciamentos por tráfico de drogas. Alguns deles encontram-se recolhidos no sistema prisional.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895