Liderança do narcotráfico na Zona Sul de Porto Alegre é presa na Bahia

Liderança do narcotráfico na Zona Sul de Porto Alegre é presa na Bahia

Ligado a uma facção, o criminoso estava em um condomínio de luxo na praia do Forte, em Salvador

Correio do Povo

Investigação foi da 4ª DPHPP, sob comando do delegado Rodrigo Pohlmann Garcia

publicidade

O chamado “longo braço da lei” foi mais uma vez comprovado. Agentes da 4ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ª DPHPP), sob comando do delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, localizaram e capturaram na Bahia uma liderança do tráfico de drogas na Zona Sul de Porto Alegre.

Houve o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão e de outros dois mandados de prisão preventiva, incluindo também endereços na Zona Sul da Capital. Uma pistola com munição foi recolhida.

Integrante da facção Os Manos, o criminoso conhecido como Pepé foi preso em um condomínio de luxo na praia do Forte, em Salvador, na Bahia. Ele estava com a esposa, duas filhas e o genro. Houve a apreensão de documentos falsos e telefones celulares, além de uma caminhonete Volkswagen Amarok. A ação teve apoio local da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Salvador, coordenada pelo delegado José Alves Bezerra Júnior.

Conforme os policiais civis da 4ª DPHPP, Pepé teria inclusive negócios no Rio de Janeiro (RJ) e Balneário Camboriú (SC). O criminoso possui extensa ficha de antecedentes, incluindo dez homicídios e ainda tráfico de entorpecentes.

A investigação da equipe do delegado Rodrigo Pohlmann Garcia começou a partir de um duplo homicídio tentado ocorrido na tarde do dia 16 de junho deste ano na rua Kleber de Castro, no bairro Campo Novo, na Zona Sul de Porto Alegre. As vítimas estavam fazendo a intermediação de honorários advocatícios. No entanto, Pepé, apontado como mandante do crime, desconfiou dos valores cobrados e de um possível desvio de uma soma de dinheiro.

Uma parte do pagamento já havia sido efetivada. Na data de um novo pagamento, uma emboscada foi montada por Pepé. O restante, cerca de R$ 150 mil, seria entregue às vítimas. No local combinado, dois indivíduos em uma moto atiraram contra a dupla que estava em um automóvel. Feridas, as vítimas conseguiram fugir até um estacionamento, sendo socorridas por uma viatura da Brigada Militar.

Um dos atiradores acabaria preso dois dias depois em uma ação do 21º BPM no bairro Chapéu do Sol, na Zona Sul da Capital. Em uma residência, os policiais militares detiveram cinco criminosos com quatro pistolas calibres 380 e 9 milímetros, oito carregadores, 149 munições, quatro telefones celulares, três placas e três capas de coletes balísticos e R$ 29,00 em dinheiro, além de fardas da BM, sendo quatro calças e sete gandolas.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895