Mais de 50 aves silvestres e exóticas são resgatadas do cativeiro em Canoas

Mais de 50 aves silvestres e exóticas são resgatadas do cativeiro em Canoas

Polícia Civil realizou mais uma operação Arca com o cumprimento de cinco ordens judiciais

Correio do Povo

O dono de uma agropecuária foi preso

publicidade

Uma nova edição da operação Arca foi anunciada nesta segunda-feira pela Polícia Civil em Canoas. Mais de 50 pássaros silvestres e exóticos foram resgatados do cativeiro, sendo que alguns expostos à venda. Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelos agentes da 4ª DP, chefiada pela delegada Tatiana Barreira Bastos. O Ibama prestou apoio na ação deflagrada a partir da última sexta-feira.

Telefones celulares e computadores foram recolhidos nos locais das ordens judiciais. O proprietário de uma agropecuária foi preso por crimes contra a fauna nativa e falsificação de selo público da União.

De acordo com os policiais civis, as aves eram capturadas por meio de arapucas e mantidas no interior da residência ou comercializadas com anilhas com selos falsificados, inclusive para grupos de colecionadores.

Entre os diversos exemplares apreendidos, duas situações chamaram atenção dos técnicos do Ibama: um exemplar da ave exótica rara da espécie Had Humped, de cor azul, e um Curió, que está entre os animais com perigo de extinção.

Segundo a delegada Tatiana Barreira Bastos, a investigação durou meses e contou com análise de dados e informações que resultaram no cumprimento das ordens judiciais. Já o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM), delegado Mario Souza, afirmou que “a operação Arca é fundamental para inibir a ação de quem comete crimes contra animais”. Ele garantiu que o trabalho investigativo terá prosseguimento.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895