"Maníaco do ácido" é preso pela Polícia Civil no Paraná

"Maníaco do ácido" é preso pela Polícia Civil no Paraná

Ataques ocorreram em junho deste ano em Porto Alegre e deixaram cinco vítimas feridas

Por
Correio do Povo

Inquérito tem 600 páginas e material apreendido inclui luvas e ferramentas


publicidade

A Polícia Civil anunciou na manhã desta segunda-feira a prisão do “maníaco do ácido que atacou e feriu cinco pessoas em junho deste ano nos bairros Nonoai e Aberta dos Morros, na zona Sul de em Porto Alegre. O suspeito foi preso na sexta-feira no Paraná. Mais detalhes serão divulgados em uma entrevista coletiva no Palácio da Polícia, inclusive sobre a dificuldade até então de identificar também o Hyundai HB20, de cor branca, usado pelo agressor.

Em agosto, o titular da 13ª DP, delegado Luciano Coelho, já havia dito ao Correio do Povo que avaliava a possibilidade de que o responsável por atirar ácido sulfúrico nas vítimas fosse morador de outro lugar. A elucidação do caso inclui também o episódio de uma carta deixada no pátio de uma residência na rua Dona Zulmira, no bairro Cavalhada, contendo ameaças e incitações para novos ataques.


Entre os dias 19 e 21 de junho, o “maníaco do ácido” agiu na rua Santa Flora, no bairro Nonoai, e na rua Francisca Prezzi Bolognesi, no bairro Aberta dos Morros. Logo depois dos ataques o Instituto Geral de Perícia identificou nas roupas das vítimas a presença de ácido sulfúrico. A substância pode causar danos irreversíveis na pele humana.