Material radioativo é roubado no Noroeste do Estado

Material radioativo é roubado no Noroeste do Estado

Molibdênio-99 pode oferecer riscos à saúde se blindagem do produto for violada

Agência Brasil

publicidade

Uma embalagem plástica de cor azul contendo molibdênio-99, material radioativo usado em equipamento para diagnósticos em medicina nuclear, foi roubada nessa terça-feira no Rio Grande do Sul. O material saiu do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), unidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) em São Paulo, com destino à Associação Hospital Caridade de Ijui, no interior gaúcho. O roubo ocorreu na BR 386, perto da cidade de Carazinho, por volta das 4h50min, segundo a Polícia Civil.

A Cnen informou que molibdênio-99 tem atividade radioativa relativamente baixa, mas pode oferecer riscos à saúde caso a estrutura de blindagem da embalagem seja violada. A comissão solicita a quem tiver conhecimento do paradeiro do material que entre em contato com as autoridades.

Técnicos da Cnen estão em contato com a polícia para dar orientações de manipulação do material, caso seja necessário. A embalagem onde está o molibdênio-99 é semelhante a um balde.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895