Megaoperação da Polícia Civil atinge coração financeiro de facção do Vale do Rio dos Sinos

Megaoperação da Polícia Civil atinge coração financeiro de facção do Vale do Rio dos Sinos

Lavagem de dinheiro da organização criminosa é alvo da ação, que cumpre 1.368 ordens judiciais em 28 cidades no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul

Correio do Povo

Parte dos 1,3 mil agentes mobilizados concentraram-se no Teatro do Sesi, na Capital

publicidade

O coração financeiro de uma facção criminosa sediada no Vale do Rio dos Sinos foi alvo na manhã desta terça-feira da megaoperação Kraken desencadeada pela Polícia Civil. Cerca de 1.302 agentes públicos estão cumprindo 1.368 ordens judiciais em 28 cidades no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Considerada a maior do gênero na história da instituição, a ação conta com a participação da Brigada Militar, Superintendência dos Serviços Penitenciários, Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, Polícia Rodoviária Federal e Departamento Penitenciário Nacional, além da Polícia Civil de SC, PRF e MS.

A investigação já dura um ano e meio, sendo coordenada pelo titular da 1ª DP de Sapucaia do Sul, delegado Gabriel Borges, e pelo diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mario Souza. Mais de 200 criminosos foram identificados.  

A megaoperação visa inclusive apreender judicialmente em torno de R$ 50 milhões em bens e valores, decorrentes do narcotráfico e tráfico de armamento obtido pela facção, que possui ligações inclusive internacionais. “É o maior esquema de lavagem de dinheiro do crime organizado gaúcho”, avaliou o delegado Mário Souza.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895