Miss Brasil trans é presa suspeita de dopar e roubar vítimas no Rio de Janeiro

Miss Brasil trans é presa suspeita de dopar e roubar vítimas no Rio de Janeiro

Segundo policiais, Mikaelly Martinez marcava encontros pelas redes sociais e atraía clientes para hotéis

R7

Mikaelly foi eleita Miss transexual em 2019

publicidade

Mikaelly Martinez, de 25 anos, eleita Miss Brasil transexual em 2019, foi presa na praia de Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, no último domingo, suspeita de dopar e roubar clientes durante programas sexuais. 

De acordo com as investigações da polícia, Mikaelly marcava encontros pelas redes sociais e atraía as vítimas para hotéis com o objetivo de roubar os pertences. Ao menos dois casos são investigados no Rio de Janeiro. Em um deles, a Justiça determinou a prisão preventiva da suspeita. 

Mikaelly já havia sido presa em 2015 por homicídio qualificado, no Mato Grosso do Sul, além de ser suspeita de participar de outro crimes em São Paulo, Florianópolis e Balneário Camboriú. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895