Moradores de bairro do Rio de Janeiro retiram oito corpos após operação da PM

Moradores de bairro do Rio de Janeiro retiram oito corpos após operação da PM

Defensoria Pública afirmou receber relatos de violência na ação

R7

publicidade

O Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, teve mais um dia de confronto entre policiais militares e criminosos. Segundo a PM, a tarde desse domingo foi marcada por um ataque em zona de mangue. Pela manhã desta sgunda-feira, de acordo com os moradores, foram retirados ao menos oito corpos de vítimas baleadas no tiroteio. 

No sábado, o sargento Leandro da Silva, de 38 anos, morreu durante uma operação no local. Ele foi o 52º policial militar morto em 2021 no estado do Rio, de acordo com levantamento do Instituto Fogo Cruzado. 

Além do policial e outros suspeitos, a moradora Carmelita Francisca de Oliveira, de 71 anos, foi atingida no primeiro dia de confronto. Ela foi socorrida por vizinhos e levada para o Hospital Estadual Alberto Torres. A Secretaria Estadual de Saúde informou que a paciente foi medicada e já recebeu alta.

Segundo a Secretaria de Polícia, a ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) no domingo aconteceu depois de a PM receber a informação de que um dos criminosos envolvidos no assassinato do sargento estaria ferido dentro de uma das comunidades. 

Em nota à Record TV, a Polícia Militar disse que apreendeu duas pistolas, munições e carregadores de fuzis e pistolas, uniformes camuflados e drogas. A ocorrência foi encaminhada para registro na 72ª DP (São Gonçalo). 

A Defensoria Pública do Rio de Janeiro afirmou que recebeu relatos de violência na operação ainda durante a madrugada desta segunda-feira. "A instituição informa que está em contato com as lideranças locais e que irá à comunidade hoje, às 14h, prestar orientações jurídicas às vítimas e seus familiares", completou. 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895