MP deflagra ação contra fraude em recuperação judicial em três cidades do Rio Grande do Sul

MP deflagra ação contra fraude em recuperação judicial em três cidades do Rio Grande do Sul

Sócios de empresas de Caxias do Sul e de Esteio são investigados

Correio do Povo

Seis ordens judiciais foram cumpridas

publicidade

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Núcleo Serra) do Ministério Público do Rio Grande do Sul cumpriu nesta terça-feira seis mandados de busca e apreensão em Caxias do Sul, Esteio e São Leopoldo. A operação Vetro é fruto de uma investigação que apura a suspeita de fraude no processo de recuperação judicial. As apurações começaram há um ano e meio.

Os alvos das ordens judiciais são duas empresas e quatro sócios delas. Conforme apuração do MPRS, os investigados utilizaram uma empresa de Esteio para fraudar o processo de recuperação de uma grande companhia com sede em Caxias do Sul.

Em junho de 2018, a empresa de Caxias do Sul, com dívidas de aproximadamente R$ 100 milhões, entrou com pedido de recuperação judicial. A de Esteio, criada meses antes, comprou a maior parte dos créditos.

De acordo com o MPRS, os dois sócios de Esteio puderam aprovar o plano de recuperação judicial de forma inidônea com inúmeros benefícios para a empresa caxiense e prejuízos significativos aos verdadeiros credores, incluindo dívidas trabalhistas.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895