Mulher é presa após morte de PM aposentado em Santa Catarina

Mulher é presa após morte de PM aposentado em Santa Catarina

Assassinato de tenente da reserva ocorreu na madrugada em Passo de Torres

Correio do Povo

Veículo dirigido pela vítima chocou-se contra muro de residência e está sendo periciado

publicidade

Um policial militar aposentado foi assassinado na madrugada desta quarta-feira na cidade catarinense de Passo de Torres. O primeiro tenente da reserva Adailson dos Santos Cardoso, 50 anos, foi baleado na cabeça quando conduzia um Toyota Corolla, de cor preta, no bairro Alto Feliz. Na ativa, ele atuou na Brigada Militar de Caxias do Sul e de Torres. A vítima nasceu na cidade catarinense de São João do Sul e residia em Passo de Torres. A morte dele chocou os antigos colegas de farda.

Após o disparo no tenente, o veículo ficou desgovernado e chocou-se contra o muro de uma residência na rua Pedro Inácio dos Santos.Logo após o crime, populares avistaram uma mulher fugindo do veículo. Acionadas e de posse das características dela, a Polícia Militar e a Polícia Civil de Santa Catarina realizaram buscas na região e localizaram a suspeita, de 33 anos, na casa da mãe dela, situada nas imediações do local do homicídio.

Na churrasqueira da moradia, algumas peças de roupas femininas com manchas de sangue, o celular da vítima e a chave do automóvel estavam sendo queimados. Em torno de R$ 580,00 em dinheiro foram também encontrados dentro de uma máquina de lavar. Ela foi detida em flagrante sob acusação de atirar no policial militar com a própria arma dele. A ocorrência mobilizou até a Brigada Militar de Torres. O caso foi encaminhado à Polícia Civil de Passo de Torres, cujo inquérito ficará com o delegado André Coltro. "A arma, uma pistola calibre 40, não foi encontrada”, observou.

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895