Número de latrocínios cai 26,2% no RS em 2017, aponta Secretaria de Segurança

Número de latrocínios cai 26,2% no RS em 2017, aponta Secretaria de Segurança

Dados foram divulgados nesta segunda-feira

Correio do Povo

Secretário Cezar Schirmer apresentou dados da criminalidade no RS

publicidade

O número de latrocínios - crime que fez com que a Força Nacional começasse a atuar no Rio Grande do Sul - apresentou queda em 2017 se comparado ao ano anterior. Enquanto em 2016, foram registrados 168 roubos seguidos de morte, em 2017 foram 124 – queda de 26,2%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer.

Outro indicador da segurança que apresentou queda foi o homicídio doloso. Contudo, apenas o número de ocorrências diminuiu (-1,5%), já que o houve aumento de 0,3% no número de vítimas no período.

A Secretaria de Segurança analisou 17 indicadores. Além de latrocínio e homicídio doloso, outros 12 crimes apresentaram queda no período: roubo a usuários de transporte coletivo (-34,6%), furto a banco (-28,4%), roubo a profissionais de transporte coletivo (-28%), abigeato (-25,5%), roubo a comércio (-19,7%), roubo a banco (-18,4%), furto de veículos (-13,6%), furtos (-10,5%), furto de comércio (-6,2%), ameaça contra mulheres (-4,2%), estelionato (-2%) e roubos (-1,6%).

Crimes contra mulher registram alta

Dos 17 indicadores analisados, dois são relacionados à violência contra a mulher. E os dois apresentaram alta. O estupro de mulheres cresceu 5,5% em 2017, se comparado a 2016. Já o índice de lesão corporal contra mulheres apresentou alta de 1,3% no período. 

Para Schirmer, o aumento dos indicadores está relacionado ao crescimento de registro de ocorrências devido a campanhas de conscientização.

Combate ao roubo e furto de veículo será prioridade

Ao apresentar os dados, Schirmer frizou que a prioridade da segurança em 2018 será o combate ao roubo e furto de veículos. Apesar do furto ter diminuído, o número de roubos cresceu 1,4%. "Nós identificamos que o roubo e furto de veículos é instrumento para práticas de outros crimes, então vamos agregar as nossas prioridades deste ano o enfrentamento de furto e roubo de veículos como patamar de combate a outros crimes", ressaltou o secretário.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895