No Litoral Norte, Brigada Militar dispersa cerca de 4,6 mil pessoas promovendo aglomerações

No Litoral Norte, Brigada Militar dispersa cerca de 4,6 mil pessoas promovendo aglomerações

Ocorrências foram registradas em Capão da Canoa, Xangri-Lá, Tramandaí, Imbé, Torres e Arroio do Sal

Correio do Povo

Presença ostensiva de policiais civis e viaturas afugentou quem desrespeitou medidas contra a Covid-19

publicidade

A Brigada Militar, por meio do 2° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2°BPAT), encerrou à meia noite desta quarta-feira a operação Avante: Força Total 24 Horas em 13 municípios do Litoral Norte. Durante a ação, os policiais militares realizaram a dispersão de aglomerações com cerca de 4,6 mil pessoas em seis ocorrências registradas durante o período noturno nas praias de Capão da Canoa, Xangri-Lá, Tramandaí, Imbé, Torres e Arroio do Sal.

A mobilização da BM incluiu ações de policiamento ostensivo, visando à saturação de áreas sensíveis conforme os índices de criminalidade, além da visibilidade e da repressão qualificada através de cumprimento de mandados de prisão, capturas de foragidos e demonstração de força. As equipes de Vigilância Sanitária das Prefeituras Municipais participam na fiscalização contra a Covid-19, prestando ainda orientações quanto ao uso de máscaras de proteção, álcool em gel e vedação de aglomerações.

Houve a abordagem de 1.192 pessoas, sendo fiscalizados 729 veículos. O efetivo do 2º BPAT efetuou 11 prisões e duas apreensões de menores de idade. Os policiais militares emitiram também 26 autuações de trânsito, com seis veículos recolhidos. A ação resultou ainda em 44 estabelecimentos comerciais visitados.

Em Capão da Canoa, foram realizadas três prisões, sendo a primeira por furto qualificado a estabelecimento comercial, outra por se tratar de um foragido e a terceira por desacato, resistência e desobediência. Um termo circunstanciado foi confeccionado por perturbação da tranquilidade.

Em Arroio do Sal, quatro pessoas, sendo dois menores de idade, foram flagrados com drogas. Em Torres, um caso de desacato e outro por posse de entorpecentes.

Em Tramandaí, os policiais militares realizaram quatro detenções, das quais uma por furto, outra por receptação de veículo furtado, um por roubo a estabelecimento comercial e, por fim, uma detenção por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895