Novo resgate de aves silvestres é realizado em Porto Alegre

Novo resgate de aves silvestres é realizado em Porto Alegre

Duas residências no bairro Lami mantinham 20 pássaros em cativeiros ilegais

Correio do Povo

Os agentes da Delegacia do Meio Ambiente do Deic recolheram também as gaiolas

publicidade

A Delegacia do Meio Ambiente do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil resgatou 20 aves silvestres mantidas ilegalmente em cativeiros em Porto Alegre. A operação, realizada na manhã desta sexta-feira pela equipe da delegada Marina Goltz, ocorreu durante cumprimento de um mandado de busca e apreensão no bairro Lami, na região do Extremo-Sul da Capital. A ação, com apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, foi desencadeada após uma investigação.

Segundo a delegada Marina Goltz, um dos cativeiros clandestinos abrigava 12 pássaros da fauna nativa, sendo identificadas as espécies canário da terra, cardeal, azulão, trinca-ferro, frade, curió e coleirinho. Os policiais civis recolheram ainda 14 gaiolas na residência. Já nas imediações, uma casa tinha quatro aves, das espécies cardeal, canário da terra e caturrita, além de outras quatro ainda não identificadas. Oito gaiolas foram apreendidas no local.

De acordo com a delegada Marina Goltz, os proprietários das residências onde foram apreendidos os animais responderão a procedimento policial pelo crime previsto no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, com pena de detenção de seis meses a um ano mais multa. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente ficou responsável pelos animais apreendidos, sendo que, após avaliação dos técnicos, foi possível a realização da soltura de algumas aves no habitat natural, no próprio bairro Lami. A ação faz parte da Operação Voo Livre, que busca coibir crimes contra aves silvestres. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895