Operação contra pirataria é realizada pela Polícia Civil e Instituto-Geral de Perícias

Operação contra pirataria é realizada pela Polícia Civil e Instituto-Geral de Perícias

Em Alvorada, um indivíduo foi preso por ofertar mais de 13 mil filmes e séries para assistir na internet

Correio do Povo

Perito criminal fez análise preliminar nos computadores do suspeito

publicidade

A Polícia Civil e Instituto-Geral de Perícias participaram na manhã desta quinta-feira da operação nacional 404.3, coordenada em vários estados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O objetivo da mobilização foi o de combater a pirataria atrvaés da exploração ilegal de direitos autorais de filmes e séries.

Em Alvorada, por exemplo, um indivíduo foi preso em flagrante pelos agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil por suspeita de vender serviço de compartilhamento de filmes e séries pela internet.

Houve o recolhimento de três computadores e dois veículos. Além da ordem judicial de mandado de busca e apreensão, a ação resultou no cumprimento de ordens judiciais de transferência de domínio, redirecionamento e bloqueio de site, desindexação do site em buscadores como Google e Bing, além do sequestro de bens.

O morador, de 28 anos, seria administrador de diversos sites de pirataria digital e somente em um deles é disponibilizado mais de 13 mil títulos entre seriados e filmes, sem qualquer autorização dos detentores dos direitos autorais dos conteúdos digitais.

Na residência dele, uma análise preliminar da equipe do Instituto-Geral de Perícias nos computadores indicou o armazenamento e compartilhamento ilegal do conteúdo. A ação contou ainda com apoio da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

As ordens judiciais na operação 404.3 são fruto de investigação oriunda do Cyberlab do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A investigação consiste na identificação de responsáveis por sites que disponibilizam diversos títulos de produção audiovisual sem qualquer autorização ou remuneração do responsável.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895