Operação fecha duas fábricas e distribuidora de álcool gel falsificado e produtos de limpeza

Operação fecha duas fábricas e distribuidora de álcool gel falsificado e produtos de limpeza

Em Porto Alegre, a ação da Polícia Civil e Ministério Publico foi consequência do flagrante da PRF em Osório

Correio do Povo

Mercadorias irregulares estão sendo recolhidas nos três locais descobertos

publicidade

Duas fábricas clandestinas e uma distribuidora de álcool gel e produtos de limpeza estão sendo fechadas nesta terça-feira em Porto Alegre e Esteio durante operação conjunta da Polícia Civil e Ministério Público do Estado. A ação é coordenada pela Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor do Departamento Estadual de Investigações Criminais, sob comando do delegado Joel Wagner. O trabalho é amparado por medidas judiciais. Em cada cidade, a Vigilância Sanitária Municipal participa dos flagrantes.

Em Porto Alegre, uma fábrica e uma distribuidora, perto uma da outra no mesmo endereço no bairro Protásio Alves, foram descobertas a partir do flagrante realizado pela Polícia Rodoviária Federal na noite de segunda-feira na BR, em Osório. O motorista de um caminhão foi preso por transportar álcool gel falsificado usando o nome da marca Oxyclear.

As investigações da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor levaram então até a fábrica e distribuidora na Capital, onde foram encontrados cerca de 3,1 mil unidades de meio litro da mesma marca falsificada. Cada frasco era vendido por R$ 8,00 para comerciantes. Produtos de limpeza estão também sendo recolhidos nos dois locais. A operação terá prosseguimento durante a tarde desta terça-feira.

Já em Esteio, a fábrica clandestina foi localizada em uma residência no bairro Primavera. Mais de 130 embalagens de produtos saneantes, sem procedência de origem, armazenados de forma irregular e com aparência duvidosa, incluindo álcool gel, foram encontrados e apreendidos no local. Segundo a Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor, a ocorrência não tem ligação com o caso de Porto Alegre.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895