Operação investiga irregularidades em benefícios sociais de obra da Copa

Operação investiga irregularidades em benefícios sociais de obra da Copa

Uma pessoa teria sido beneficiada com nove bônus moradia no total de R$ 706,5 mil, sem, no entanto, ter recebido o valor

Por
Correio do Povo

Operação cumpre sete mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Gravataí e Capão da Canoa


publicidade

Uma operação da Polícia Civil investiga, nesta quarta-feira, supostos crimes envolvendo a concessão de Bônus Moradia e Aluguel Social a moradores da Vila Tronco, na zona Sul de Porto Alegre, incluídos no plano de mobilidade urbana para a Copa do Mundo de 2014. Segundo a investigação, o benefício foi concedido pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab) a pessoas que não cumpriam os requisitos necessários.

A ação, da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária, cumpre sete mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Gravataí, na região Metropolitana, e Capão da Canoa, no Litoral Norte. A operação conta com a participação de 40 policiais civis em 12 viaturas policiais.

Com as ordens judiciais, a Polícia Civil busca verificar a procedência de denúncias que apontam que uma única pessoa teria sido contemplada com nove bônus moradia, totalizando R$ 706.500. A beneficiada, no entanto, não recebeu este valor. A operação ocorre antes da liberação de novos recursos para a conclusão das obras da Copa, que culminaram com a concessão dos referidos benefícios.

A investigação iniciou em março deste ano, após denúncias de inúmeras irregularidades que foram apontadas durante a operação Casa Nostra. Os depoimentos colhidos, na ocasião, apontaram irregularidades no Demhab no setor de crédito imobiliário.

Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP