Operação prende líder do tráfico de drogas no Vale do Rio Pardo

Operação prende líder do tráfico de drogas no Vale do Rio Pardo

Outras nove pessoas foram presas em Santa Cruz do Sul durante a ação nesta sexta-feira

Por
Otto Tesche

A Operação Cúpula de combate ao tráfico de drogas aconteceu hoje


publicidade

Dez pessoas foram presas em Santa Cruz do Sul na manhã desta sexta-feira durante a Operação Cúpula de combate ao tráfico de drogas empreendida pela Polícia Civil. Entre os detidos está o homem considerado o braço direito de Antônio Marco Braga Campos, o Chapolin, que comanda o tráfico na região. Outras duas pessoas foram presas em Vera Cruz. A ação envolveu cerca de 70 policiais e 20 viaturas de Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Vera Cruz, Lajeado, Cachoeira do Sul e do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) da Capital. Os policiais cumpriram 20 mandados.

O braço direito de Chapolin foi preso pelos agentes em um triplex de luxo avaliado em cerca de R$ 1 milhão no bairro Várzea, em Santa Cruz do Sul. De acordo com os delegados envolvidos na operação, Cássio Alves, de 30 anos, era responsável por lidar com o dinheiro da facção e o operador financeiro. Ele inclusive fazia a lavagem de dinheiro e era de extrema importância para o grupo. 

Alves seria amigo pessoal de Chapolin e passou alguns anos preso em decorrência de crimes contra o patrimônio, quando fez amizade com Chapolin. Ele foi alvo de uma investigação do Denarc em setembro, quando foi apreendido um carro blindado. Ele diz ser empresário de jogadores de futebol e proprietário de uma distribuidora de bebidas. O rendimento do tráfico é avaliado pela Polícia Civil em cerca de R$ 200 mil por semana somente no bairro Bom Jesus. Os agentes investigam cerca de 40 homicídios vinculados a disputa por espaço de tráfico.

As investigações começaram há cerca de seis meses pela Delegacia de Polícia de Vera Cruz a partir de uma tentativa de homicídio no município, vinculada ao tráfico de drogas, em maio de 2018. Na ocasião Everton Almeida da Cruz, natural de Paulo Afonso (BA), também conhecido como Baiano, de 29 anos, foi atingido por cinco disparos de arma de fogo na rua Tiradentes. As atividades da facção Os Manos eram o alvo e seis dos investigados já estão presos em Charqueadas. O líder do grupo criminoso, Antônio Marco Braga Campos, o Chapolin segue comandando, mesmo preso em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Um dos mandados de prisão da operação era para ele.

Coordenada pelo delegado regional Luciano Menezes, a ação é a primeira grande operação no interior do Estado após a posse do novo governo ocorrida no início do mês. O delegado Paulo César Schirmann, titular da delegacia de Vera Cruz, o subchefe da Polícia Civil do Estado, delegado Fabio Mota Lopes, e o chefe do Denarc, delegado Vladimir Peukert Urach, também participaram das atividades.

O delegado Fabio Mota Lopes informou que a organização criminosa atua fortemente no Vale do Sinos, mas tem uma ramificação em Santa Cruz do Sul. "O êxito desta investigação é não atacar o pequeno traficante e sim os líderes desta associação”, explicou. Afirmou ainda que cada vez mais a Polícia Civil vai combater essas organizações, não só na prisão dos criminosos envolvidos, mas pensando na desestabilização da facção, com sequesto de bens para enfraquecer e descapitalizar o crime organizado.