Operação Sossego interdita festa clandestina com 500 pessoas em Porto Alegre

Operação Sossego interdita festa clandestina com 500 pessoas em Porto Alegre

Casa foi interditada por não ter alvará para realizar evento temporário

Christian Bueller

Prefeitura e forças de segurança fizeram ação conjunta

publicidade

Após receber uma denúncia anônima, a prefeitura de Poto Alegre e as forças de segurança, em uma ação conjunta, interditaram, na madrugada de domingo, uma festa clandestina com mais de 500 pessoas em uma casa de eventos na avenida Edgar Pires de Castro, no bairro Aberta dos Morros. Os organizadores foram autuados por perturbação do sossego. As quadras esportivas do local tinham autorização para funcionar até a meia-noite.

A iniciativa da Secretaria Municipal de Segurança Pública (Smseg) foi batizada de Operação Sossego. A casa foi interditada pelo Corpo de Bombeiros por não ter alvará para realizar evento temporário e não possuir medidas de segurança contra incêndio. No local, menores de idade foram flagrados consumido bebida alcoólica, um deles em princípio de coma alcoólico.

“Esta ação conjunta representa todos os esforços da prefeitura e órgãos de segurança para manter a tranquilidade dos moradores e a ordem pública. Além disso, também atuamos para evitar uma possível tragédia envolvendo os frequentadores”, afirmou o secretário-adjunto de Segurança, Comissário Zottis.

Veja Também

A ação contou com a participação da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) da Guarda Municipal, Polícia Civil, Brigada Militar, Secretaria de Desenvolvimento Economico e da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Denúncias podem ser realizadas pelos telefones 153 e 156. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895