PF faz buscas contra fraudes ao auxílio em Macapá e no Paraguai

PF faz buscas contra fraudes ao auxílio em Macapá e no Paraguai

Grupo com quatro pessoas teria usado trinta e cinco cadastros no Caixa Tem para receber mais de R$ 65 mil do benefício

R7

publicidade

A Polícia Federal (PF) no Amapá deflagrou na manhã desta terça-feira a Operação Ego, para combater um grupo que teria fraudado o recebimento do auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante a pandemia de Covid-19.

Cerca de 30 policiais federais cumpriram sete mandados de busca e apreensão em Macapá, capital do Amapá, e um mandado de busca e apreensão em Ciudad del Este, no Paraguai.

A investigação apontou a existência de uma associação criminosa formada por quatro pessoas de Macapá. Eles são acusados de utilizar trinta e cinco contas Caixa Tem de outras pessoas, de diversas localidades do país, entre 29 de maio e 8 de junho de 2021. Nas transações fraudulentas teriam sido obtidos R$ 65.582,10 do benefício.

A PF identificou que a quadrilha realizava o cadastro da vítima no aplicativo da Caixa e quando o recurso era disponibilizado realizavam imediatamente pagamentos e transferências, como forma de camuflar a fraude.

No decorrer da investigação a PF identificou que um dos suspeitos foi morar no Paraguai. Os investigados poderão responder pelos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Se condenados poderão cumprir pena de até 20 anos de reclusão.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895