Polícia Civil avança na investigação sobre o roubo das 15 caminhonetes em Gravataí

Polícia Civil avança na investigação sobre o roubo das 15 caminhonetes em Gravataí

Responsável pela clonagem de veículo roubados foi preso nesta quinta-feira em Sapucaia do Sul

Correio do Povo

Houve a apreensão de R$ 7,8 mil em dinheiro, um radiocomunicador, dois celulares, documentos e um revólver calibre 38

publicidade

A segunda fase da operação Conexão, que investiga o roubo de 15 caminhonetes novas de uma empresa de logística em maio deste ano, foi realizada na manhã desta quinta-feira pela 1ª DP de Gravataí. Segundo o delegado Márcio Zachello, um criminoso foi preso com R$ 7,8 mil em dinheiro, documentos, um radiocomunicador, dois celulares e um revólver calibre 38, além de um Chevrolet Onix com suspeita de adulteração. O indivíduo seria o responsável pela confecção de placas automotivas e documentação para a clonagem dos veículos roubados. Na ação, uma equipe de 12 agentes cumpriu mandados de prisão temporária e também de busca e apreensão na cidade de Sapucaia do Sul, próximo do entroncamento da BR 116 com a ERS 118.

As investigações apuraram que os criminosos transportavam veículos roubados e clonados para outros estados, como Paraná e Mato Grosso do Sul, principalmente para as regiões de fronteira onde atua o narcotráfico. Trocados por entorpecentes, os veículos eram então levados ao Paraguai. Após o assalto em maio em Gravataí, uma das caminhonetes roubadas foi recuperada em uma abordagem policial a um casal de paranaenses quando trafegavam em Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. Outros dez veículos foram recuperados no Rio Grande do Sul.

Na madrugada do dia 28 de maio deste ano, a quadrilha formada por 15 integrantes armados invadiu a empresa de logística situada na Estrada do Gravatá, no bairro Morada Gaúcha, onde renderam os funcionários e levaram então 15 caminhonetes modelo Toyota Hilux, todas zero quilômetro. Os agentes da 1ª DP de Gravataí identificaram então 11 criminosos envolvidos no roubo, sendo todos envolvidos com uma facção. Com a ação desta quinta-feira, um total de dez prisões já foram efetuadas pelos policiais civis.O delegado Márcio Zachello garantiu que o prosseguimento do trabalho investigativo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895